Já fez seu alongamento hoje? A importância do aquecimento pre e pós treino




Olá meninas!!!
Hoje vou tratar de um assunto que muitas de nós ainda não sabemos bem como nem quando devemos fazer: o alongamento.
Eu mesma quando comecei a me exercitar não saia dessa necessidade, então fui atrás me informar e com isso percebi uma grande melhora no desempenho de meus exercícios.
Muitas são as dúvidas que envolvem esse simples mas eficaz meio de melhora da flexibilidade. Mas qual a importância de se ter uma boa flexibilidade? Qual a melhor hora do dia para realizarmos? Antes da atividade física? Depois? Os dois ou nenhum… Bom, vamos lá.

O alongamento consiste em um conjunto de técnicas onde o objetivo é esticar estruturas do músculo e fibras musculares para manter ou aumentar a amplitude de determinados movimentos e aumentar também o comprimento do músculo, fazendo com que uma maior quantidade de sangue circule nessa região específica em um dado momento. Isso proporciona inclusive um melhor transporte de sangue para a região, o que melhora também seu aporte de nutrientes. Lembre-se, quanto mais alongada a musculatura, maior será a movimentação da articulação envolvida, facilitando seu trabalho na hora da atividade em si.

Dentro desse processo, temos dois tipos distintos de alongamento, o ativo e o passivo. Qual a diferença? No ativo, quem faz o trabalho é a própria pessoa, determinando assim seu limite e capacidade muscular. No passivo, existe uma ajuda externa, normalmente um professor de Educação Física, onde quem faz a força e determina a amplitude é o professor. Isso acaba ajudando no processo, pois permite forçar e evoluir um pouco melhor.




O ideal mesmo seria fazer o alongamento num período diferente do de treino. Por exemplo, se você faz um treino noturno, a melhor coisa a fazer é alongar pela manhã. Vamos supor que você fez um treino pesado de pernas na academia. O objetivo do treino é lesionar as fibras musculares, para na recuperação, com uma alimentação adequada, o músculo se recupere e evolua. Mas repare que se fizermos alongamento logo depois desse treino, você irá alongar mais ainda as fibras já lesionadas, podendo machucar o músculo.

exemplos-de-alongamentos

Então agora bora aprender alguns alongamentos simples pra começar bem o seu treino:

Braços:
Exercício muito comum no alongamento é esticar os braços para cima. Tem pessoas que não esticam por completo o braço, o que pode trazer dores no pescoço e na região dos ombros. Por isso, estique completamente os braços até que as mãos se encontrem no alto da cabeça.

Ombros:
O correto é esticar todo o antebraço esquerdo contra o peito e segurá-lo com a mão direita. Esse exercício também não pode deixar com que os braços fiquem tortos. É preciso deixá-los completamente retos até sentir os braços e costas se esticando.

Costas:
Atrás do corpo, junte as mãos uma na outra e flexione o peito para cima. Muitos também deixam de colocar o peito à frente e acabam prejudicando a coluna. O certo, é ficar com ela toda ereta.

Pernas:
Para aquecer e alongar as pernas, segure com uma mão uma perna até o pé encostar no bumbum. A falta de equilíbrio acaba prejudicando o alongamento. Para evitar lesões, olhe fixo em um ponto no chão que você terá o equilíbrio necessário. Ficar caindo durante esse exercício pode trazer dores nas pernas e no bumbum.

Pés:
Para fortalecer a chamada ‘batata da perna’, personal trainer e professores de educação física orientam subir em um banquinho com a parte inicial do pé, e fazer movimentos de subida e descida.Se a pessoa fizer esse exercício sem estar reta, corre o risco de prejudicar toda a coluna, causando dores musculares terríveis.

Malhar ou fazer o alongamento com calçado impróprio pode prejudicar também a coluna. Nada de usar chinelos, sandálias ou outro tipo de calçado que não seja ideal para ginásticas. Prefira os mais confortáveis sempre.

Pescoço:
Virar o pescoço para o lado esquerdo e direito com rispidez pode trazer lesões bastante sérias. Muita gente acha que virar rapidamente o pescoço aquece mais rápido. Isso não passa de mito e é completamente prejudicial. Ter em mente que um bom alongamento deve ser feito com cuidado e lentamente é essencial para a eficiência da ginástica.

Após feito o alongamento corretamente, faça seus exercícios de rotina. Não esqueça que realizar as atividades físicas com orientações de um profissional potencializa ainda mais o resultado. Vale lembrar que estar bem hidratado possibilita maior resistência durante o treino e claro, traz mais saúde ao seu dia a dia.

Entenderam meninas, o importante é se alongar!!

Beijinhos!!!

Entrando nos Trinta!!

0 comentários:

Postar um comentário

By Iâni Naíra